quinta-feira, 19 de junho de 2008

Exame de 2008 - 1ª fase - Proposta de resolução

Espero que o Exame tenha corrido bem a todos.
Pessoalmente, só achei o exercício II ligeiramente mais complicado do que os da matéria semelhante dos exames dos anos anteriores, já que era necessário determinar primeiro os traços do plano oblíquo (através de uma recta paralela ou concorrente com a recta s, passando pelo ponto A), antes de o podermos rebater (em alternativa, o rebatimento também poderia ser realizado sobre um plano horizontal ou frontal auxiliar, considerando, para o efeito, outra recta horizontal ou frontal do plano (que não h alfa ou f alfa) como charneira ou eixo do rebatimento).
E o que acharam os meus visitantes do Exame de hoje? Digam-me a vossa opinião...

Exercício I
Veja o enunciado no Exercício 2 deste post.

Exercício 2

Veja o enunciado no exercício 5 deste post.

Exercício III

Veja o enunciado no exercício 12 deste post.

Exercício IV

Veja o enunciado no exercício 11 deste post.

128 comentários:

Beatriz (filha da Professora Zaida [português]) disse...

boa noite !
eu fiz o exame hoje e achei que era mesmo acessivel ! o único exercício mais 'puxado' foi realmente o segundo porque se tinha de determinar os traços do plano para depois se rabater tudo !

fiquei contente comigo por saber que, em príncipio, está tudo correcto !

obrigada por deixar aqui a correcção !

beijinhos *

Anónimo disse...

Eu também achei o exame bastante acessível! Pensei que fossem complicar mais. A figura das axonometrias então... era mesmo dada =)

Bjs

rita

André disse...

Eu achei fácil, acho que o resultado do exame vai corresponder ao 20 da disciplina :D o 2º exercicio é que deu um pouco de pensar e o 3º e o 4º foram cansativos, já estava farto de estar na sala! Em relaçaõ ao 1º não percebo muito bem essa resolução!

a recta "r" está paralela ao B 2.4? Eu acho que está paralelao ao B 1.3...eu nunca rebati dessa maneira, rebato sempre para cima, se calhar é diferente não sei:S e era necessario maracar a recta "b" que está aí nessa proposta??

O ponto "I" deu no mesmo sitio mas o processo de resoluçao está diferente, visto que eu rebati para cima

João Carlos disse...

Boa Noite! Achei um exame em certa parte facil! O exercicio 2 era realmente o mais complicado, não o tenho totalmente certo mas inda deve ter alguma cotação! No exercicio 1 fiz um rebatimento diferente mas deu-me exactamente o mesmo ponto de intersecção! A ver vamos para quanto dá este exame! Contudo para manter o meu 19 teria de ter um 18 o q me parece dificil.
Obrigado por ter disponibilizado a correção.

João Carlos disse...

Pelo que li do comentário do andré, ele deve ter resolvido da mesma maneira que eu. ;)

beatriz disse...

acho que toda a gente, ou quase toda, rebate para cima e nao para baixo ! :)
mas é exactamente a mesma coisa ! eu também rebati para cima, e' mais fácil xD

Anónimo disse...

achei dificil :s

Anónimo disse...

oláa boa noite.. eu também achei fácil, no primeiro exercício também rebati para cima, já no segundo o triângulo não ficou totalmente igual.. penso que a recta s rebatida ficou diferente.. vamos la ver os descontos.. obrigada e boa noite a todos!
beijos Ana Sofia

rui lima disse...

eu axei mt dificil embora k o resultado final e igual a proposta de resuloçao
a forma de resolver e k e diferente
vamos la ver o resultaado para ver se e bom ou mau

Anónimo disse...

Boa Noite.
Eu também achei o exame bastante acessivel. No 1º exercicio também rebati para cima, mas o resultado deu igual. O segundo exercício, dava um pouco mais que pensar, mas com alguns raciocínios chegava-se ao resultado com relativa facilidade. O 3º eu achei que era facil, apesar de ter algumas coisas mal porque não tive tempo para estudar esta matéria, mas tenho esperança que se aproveite qualquer coisa. O 4º era super facil, mas o meu exercício peca por excesso de traçados? Descontam por se ter traçados a mais?

Beijinhos

Liliana

Tiago Correia disse...

Bem, achei o exame bastante acessível. Só uma questão, no exercício I eles pedem a recta r paralela ao B 2.4., ou seja, 45º à esquerda com X, e nao paralela ao B 1.3. como aqui aparece, de resto o processo é esse, intersecçao do plano perfil com plano rampa, intersecçao do plano rampa rebatido com recta r rebatida e ai está o ponto I. Boa noite.

Anónimo disse...

foi mt mas mt mt mt mt mt mas mt dificil........:S segunda fase me espera...:o Flavio

raquel disse...

tenho o exame exactamente igual à proposta apresentada, excepto o exercício 1... rr está paralelo ao B13 aí, acho... e era ao B24. acho que me dá no mesmo sítio e tudo, mas rebato sempre ao contrário também, portanto não sei...

André disse...

Eu também partilho dessa opinião! A recta está paralela nesta proposta está paralela ao B 1.3 e nao ao B 2.4 como era pedido!

nuno costa disse...

nem muito facil nem muito dificil, foi o ideal :D

esse 1º exercicio pedia uma terceira projecçao. terceira projecção ftw ! :D

enfim so nao é 20,0 pcausa do rigor e tal as tretas do costume tiram.me sempre uma decima

Anónimo disse...

eu keria deixar aki mesmo o comentario d k ........................TENHO DOIS EXERCICIOS CERTOS!!!!!!!!!!!!!!(II E IV)

Anónimo disse...

muito boa noite, eu sou o tiago e nao fiz o exame, de vista pareceu-me extremamente dificil e complicado, tendo em conta o numero elevado de rectas , pontos, planos e etc... visto que nao tenho geometria , o meu comentario baseia-se no facto de que apenas o 'flavio' que pelo nome diz tudo, e pela sua capacidade de escrita acertou e partilha da mesma opiniao que eu! beijinhos e abraços , continuem assim :D

Vera Viana disse...

Muito obrigada por todos os vossos comentários, fico contente por sentir que vos ajudei de alguma forma, quanto mais não seja para poderem comparar a vossa resolução do exame com a minha.
Espero que os resultados sejam bons para todos, se não nesta, pelo menos na próxima fase.
Sobre o ex. I, já coloquei uma pequena observação na mensagem original.
Bem hajam,

jorge correia disse...

Em principio devo ter tudo certo o que é bom, i ja agr eu tb rebato pra baixo cmo a stora;)
Apenas no ultimo ex. fiz as invisiblidades q plos vistos nao pediam, e por esqquecimento fiz a linha que separa o prisma do cubo, qnt é que eles poderam descontar stora??(s preferir pod responder para o meu mail).

é sempre um excelente apoio este blog, ta cada vez melhor. E esta tão rapida e util soluçao do exame, é sem duvida o ponto alto até agr:)

André disse...

Era necessário representar essa recta "b"?? Respondam sff Eu fiz logo 45º à esquerda (rebati para cima) a passar por P! não representei nenhuma recta "b" :S

raquel disse...

lá se foi o 20 afinal! rebati o plano de rampa com as projecções trocadas... AAAARRRRG... não sei quanto é que descontarão...o processo está certo mas há esse erro... palpites por favor XD

André disse...

como assim trocadas? :S

raquel disse...

olha, em vez de rebater para o x o hp rebati o fp a pensar q tava a rebater o h, e uni ao h a pensar q tava a unir ao f...

Vera Viana disse...

Bom dia.
Resposta ao André:
Não era necessário representar a recta b do beta 2,4 - ela só ali está para que se perceba melhor a resolução do exercício. Obviamente que a recta que, obrigatoriamente, tinha de ser representada, era a r (r1, r2 e r rebatida), sem a qual não se consegue determinar o ponto I.
Resposta ao Jorge:
Não sei quanto descontarão por a tal linha a mais no sólido pedido, depende do corrector do exame, mas suponho que não será muito, talvez entre 2 a 5 pontos - supondo que essa tal linha estaria a traço expressivo, de outro modo não há problema.
Resposta à Raquel:
Obviamente que, trocando um os dados do exercício, a cotação já não será a total, mas qualquer tentativa de resolução e o respectivo resultado alcançado, (desde que não "disparatados") serão sempre considerados, mas nunca com a cotação total.
Resposta a um dos anónimos:
Não há problema algum que o exercício tenha traçados a mais, desde que estes estejam correctos e não interfiram com o resultado pretendido.
Boa sorte para os resultados.

Vera Viana disse...

Bom dia.
Resposta ao André:
Não era necessário representar a recta b do beta 2,4 - ela só ali está para que se perceba melhor a resolução do exercício. Obviamente que a recta que, obrigatoriamente, tinha de ser representada, era a r (r1, r2 e r rebatida), sem a qual não se consegue determinar o ponto I.
Resposta ao Jorge:
Não sei quanto descontarão pela tal linha a mais no sólido pedido, depende do corrector do exame, mas suponho que não será muito, talvez entre 2 a 5 pontos - supondo que essa tal linha estaria a traço expressivo, de outro modo não há problema.
Resposta à Raquel:
Obviamente que, trocando um os dados do exercício, a cotação já não será a total, mas qualquer tentativa de resolução e o respectivo resultado alcançado, (desde que não "disparatados") serão sempre considerados, mas nunca com a cotação total.
Resposta a um dos anónimos:
Não há problema algum que o exercício tenha traçados a mais, desde que estes estejam correctos e não interfiram com o resultado pretendido.
Boa sorte para os resultados.

Anónimo disse...

ola! eu achei o exame puxadito (isto se calhar pk n estudei muito) mas axo k ainda da pra um dezito.. ;)

Anónimo disse...

pois eu no 1º ex. rebati o H do plano para o x mas no lado esquerdo porque que tem afastamento negativo... agora em relação ao 2º ex. é que tenho dúvida.. porque rebati a recta s para baixo, achando o Fr da recta sobre Falfa rebatido e tambem rebati um ponto da tal recta.. ou seja em vez de unir com Hr uni com Fr o que alterou bastante as projecções do triângulo... será que eles vao descontar imenso? beijinhos e obrigada Ana Sofia

Pedro Paupério disse...

Para que não haja mais dúvidas...

O desenho que postaram no blog do 1º exercício está correcto. O ponto P pertence ao 1º diedro logo no rebatimento está no 1º diedro. Por isso a recta de intersecção do plano de perfil com o beta 2/4 é a que está no desenho (a passar pelo 2º e 4º diedros).
Já agora fiz tudo igual...axo que só me podem descontar por deficiência de traçados.

Anónimo disse...

Bom dia. O exame era bastante facil mas queria so que me respondessem a uma pergunta: no exercicio II nao se podia utilizar uma recta de nível a passar em A e paralela a s?

Vera Viana disse...

Resposta ao "anónimo" anterior:
Se fizer uma recta horizontal a passar pelo ponto A, não poderá nunca ser paralela à recta s, visto que a recta s é oblíqua e não horizontal. Se desenhou a projecção horizontal dessa recta paralela a s1 e a projecção frontal paralela ao eixo x, tal está, obviamente, incorrecto, o que determina que os traços do plano estarão também incorrectos.
Resposta à Ana Sofia:
Independentemente do tipo de rabatimento que tiver feito, ou dos pontos que tenha utilizado para o efeito, as projecções do triângulo pedido deverão ser sempre as mesmas, com a localização e coordenadas exactas da solução apresentada. Não sei se lhe descontarão muito na cotação do exercício, depende dos traçados e raciocínio que tiver utilizado a partir daí.

Anónimo disse...

Eu esqueci-me de colocar as invisiveis e a sombra propria na vista frontal do 3º exercicio!! Foi com a pressa :S Descontará certamente um valor(+/-), não é professora?

Anónimo disse...

muito obrigada pelo esclarecimento.. agora mais vale esperar pelos resultados..
agradeço imenso a disponibilidade e quero dar os parabens pelo blog, é uma ajuda bastante util!! beijinhos ana sofia

raquel disse...

obg pela resposta... hehe, eu não me enganei sequer nos dados... quando rebati o plano é que não reparei que estava a rebater a projecção errada XD

Anónimo disse...

Boas.......no primeiro exercicio não podemos resolver através de uma mudança de plano de projecção!?
Foi o que eu fiz!

Eugenia, Faro disse...

Achei o exame bastante fácil e o primeiro exercício deu-me vontade de rir! Acho que os alunos em geral se mataram a estudar para depois o exame ser ainda mais fácil que os testes habituais que fazemos na escola! Obrigada por ter posto a resolução. :)

Vera Viana disse...

Resposta aos "Anónimos" anteriores e ao Nuno Costa:
O Ex. I podia ser resolvido recorrendo à terceira projecção ou a Mudança de Planos, obviamente, mas o ponto I resultante deverá ter exactamente as mesmas coordenadas do ponto I determinado nesta resolução.
Em relação ao desconto que eventualmente farão num ou noutro exercício, obviamente que eu não posso responder rigorosamente a esta questão, porque depende também de toda a restante resolução do vosso exercício. Consultem os critérios de classificação da prova para terem uma ideia aproximada. O Gave ainda não os disponibilzou, mas podem consultá-los em http://www.exames.org
Obrigada ainda a quem elogiou o meu blogue

Anónimo disse...

Vera Viana disse...
Resposta ao "anónimo" anterior:
Se fizer uma recta horizontal a passar pelo ponto A, não poderá nunca ser paralela à recta s, visto que a recta s é oblíqua e não horizontal. Se desenhou a projecção horizontal dessa recta paralela a s1 e a projecção frontal paralela ao eixo x, tal está, obviamente, incorrecto, o que determina que os traços do plano estarão também incorrectos.

????

Desculpe, mas é possivel passar uma recta horizontal pelo ponto A e descobrir o plano. Fiz um exercicio um dia antes do exame na explicação dessa forma.

Em relaçao ao primeiro nao concordo que esteja certo, se a recta de perfil é paralela ao B2/4 logo o ponto I que pertence a recta de perfil e ao plano de rampa, tem que ter afastamento negativo e cota positiva, tal e qual como o plano. (na minha opiniao...)

Em relaçao ao terceiro, sempre me disseram que para fzer uma sombra de um cilindro é necessario no minimo 8 pontos. Obrigada

Anónimo disse...

eu sinceramente achei injustamente fácil. fiquei desiludido porque nao me deu ''pica'' nenhuma. ao fim duma hora tinha o exame feito. (porque fiz o mais rápido possivel, mantendo o rigor e a apresentaçao, com medo de nao ter tempo). só me perguntava, pra quê tanta hora de estudo?pra vir paqui brincar aos riscos? por favor.. acho q este exame nao vai fazer distinçao entre quem sabe realmente, quem se safa e quem nao sabe de todo...

Anónimo disse...

podias passar uma recta horizontal pelo A mas como é k sabias a direçao da projecçao horizontal?? uma recta de nivel, pertencente a um plano obliquo, a sua projecçao horizontal ou seja h1 e paralela ao traço horizontal do plano.. neste exercico axo que so se podia passar uma recta paralela á dada ou uma obliqua qualquer..

Anónimo disse...

Ao passares uma recta horizontal pelo ponto dado, essa recta vai intersectar a recta s, logo ficas com dois pontos para a projecçao horizontal da recta, essa vai ser a direçao do plano horizontal!

Vera Viana disse...

Ao "Anónimo" anterior:
claro que se pode resolver o exercício II fazendo uma recta horizontal passando pelo ponto A, desde que essa recta horizontal contenha outro ponto do plano (o de intersecção entre essa recta horizontal e a recta oblíqua s).
O ex. I apresentado está rigorosamente correcto, pois de outro modo eu não o colocaria aqui.
A outra recta, passando por A, que tinha de ser desenhada, deveria ser ou paralela ou concorrente com recta s, pois de outro modo não pertenceria ao plano oblíquo.
Quanto ao ex. do cilindro, não é obrigatório determinar oito pontos para determinar a sua sombra, uma vez que uma parte da sombra projectada é uma semi-circunferência perfeita, de que foi determinado o respectivo centro.
Em relação ao facto de o Exame ter sido fácil, acho que não vale a pena discutir sobre isso - não fui eu que o fiz, mas os especialistas do GAVE.

Anónimo disse...

obrigada pelo esclarecimento!

Anónimo disse...

concereza, apenas envieei a minha opiniao sobre o assunto. No 1º exercicio. porque simplesmente nao se pôs a recta e o plano em 3ªprojecçao?

beatriz disse...

desconta-se alguma coisa por fazer as invisibilidades na axonometria ? é que eu, como estou habituada a fazer sempre as visibilidades e as invisibilidades representei como faço sempre ! a traço escuro as arestas visiveis e a tracejado as invisiveis ! isso desconta ?

e tenho mais uma duvida, era necessario, no exercicio 3, achar a sombra virtual do ponto O (da base superior) ?

Pedro disse...

Antes de mais queria pedir-vos um grande favor... REGISTEM-SE... acho que não é facil nem agradável para ninguem quando a professora tem que responder ao "anonimo 1" e ao "anonimo 2" no mesmo post ^^

Quanto ao exame, estava tambem a espera de algo mais complicado. Alias estava bastante nervoso antes de começar o exame so de pensar no que poderia sair, mas depois de o ler e ver que era acessivel, foi facil acabar a tempo e horas, com rigor e precisao :)

Obrigado pelas propostas de resolução já agora professora.. consegue ser mais rapida (muito mais alias) do que os "profissionais" do GAVE que apesar de ja saberem como era o exame ainda não se deram ao trabalho de colocar as propostas no site.

Anónimo disse...

Facil? é bom saber que vos correu bem. A mim foi uma miseria, é o que dá quando nunca se teve aulas do 11º ano e só se teve GAE (gabinete de apoio a exames), o exame nao corrspondeu nada as minhas expectativas. Quem me dera ter tido este anos aulas de GDA do 10º e asim para o 12º teria feito a disciplina, mas a minha escola é uma vergonha. Se alguem me puder dar uma dica ou ajuda para a segunda fase, tal como apontamentos e materia ficava eternamente agradecido. Fica aqui o meu mai: LuisChaveiro@hotmail.com

Vera Viana disse...

Obrigada, Pedro, não só pelos elogios, mas também pela sugestão de identificação dos "anónimos". Já agora, no GAVE não é habitual porem as soluções, apenas a prova e os critérios (mas estes ficheiros, neste momento, ainda não estão disponíveis no site do GAVE).
E, Beatriz, não deverá ser descontada cotação a linhas que estão "a mais" na resolução. Na realidade, as linhas não eram pedidas, e se estiverem a traço não expressivo (isto é, claro), o corector não pode descontar, mas se estiverem a traço expressivo, o corrector pode realmente descontar (a não ser que haja uma referência expressa a este pormenor nos critérios que, confesso, ainda não vi). No entanto, esta penalização da cotação não deverá ser muito grande, penso eu.
No exercício III, eu determinei a sombra virtual de O para poder desenhar, com o compasso, o contorno da sombra projectada que fica abaixo do eixo x. O desenho desta curva, no entanto, podia ter sido executado através da determinação da sombra de um ponto da base de menor cota do cilindro, com maior afastamento do que cota (para a sombra ficar no PHP). Desenhá-la à mão livre é que não era grande ideia...
E Luís, sugiro que utilize os conteúdos deste blogue para ficar a conhecer a matéria que saiu em exames anteriores.

Vera Viana disse...

Correcção minha ao meu comentário anterior:
o ponto da base do cilindro que teria sombra real no PHP, deveria pertencer à base de maior cota, não à de menor cota.

Beatriz disse...

eu determinei a sombra virtual do ponto O para desenhar com o compasso e ficar rigoroso ! perguntei porque uma amiga minha achou a sombra de um ponto da base do cilindro que teria sombra real no PHP, e que pertencia à base de maior cota, e depois uniu 'a mao livre ela gostava d saber s vai ser muito ou pouco penalizada !

obrigada pelos esclarecimentos :)

Anónimo disse...

Professora sou o aluno da questao da recta de nivel no exercicio II.
O que eu queria dizer é que fiz passar uma recta de nivel pelo ponto A e com a projecçao horizontal paralela a s1. Como ja temos o F e o H de s é so encontrar o F da recta de nivel e temos o plano oblíquo definido. Esta raciocinio esta correcto.
Gostaria de uma resposta. =)

xico disse...

muito facil mesmo.
1º exercicio nao sei como e qe vale 5 valores, era completamente dado.
2º exercicio so exigia conhecimentos para achar os traços do plano obliquo o resto era facil.
3º exercicio sombras, escolheram do mais simples qe pode haver; o cilindro podia ser obliquo para ter de se achar as tangentes a base, mas nem isso puseram.
4º exercicio, uma axonometria facil, eu a pensar qe ia sair clinogonal para descobrir a direçao de afinidade, mas eles resolveram por uma ortogonal, o qe tornou as coisas ainda mais faceis.

tendo em conta qe tenho os exercicios todos correctos, apenas determinei o centro O da base de maior cota do cilindro, passando uma perpendicular ao ponto de tangencia luz-sombra, nao determinei pelo virtual, um desconto ai talvez nao sei.
de reto ta tudo certinho

FAUP aqui vou eu :P

Vera Viana disse...

Ao aluno que fez uma recta de nível passando pelo ponto A:
Conforme eu expliquei num comentário anterior, se fez, passando por A (supondo que a recta se chama recta a, por exemplo) a2 paralelo ao eixo x e a1paralelo a s1, esta recta horizontal está incorrecta, porque s é uma recta oblíqua e não horizontal - no mesmo plano oblíquo, todas as rectas horizontais são paralelas entre si, mas nunca nenhuma recta horizontal poderá ser paralela (em nenhuma das projecções) a uma recta oblíqua do plano.
A tal recta horizontal, a ser correctamente, determinada, deveria ter um ponto de concorrência com a recta s (se é concorrente, logo, não é paralela).
Beatriz, conforme já disse num comentário anterior, eu não posso saber o número de pontos exacto que será descontado pela falta de rigor num exercício, porque tal depende de vários factores. Se a tal curva tiver sido desenhada sem o compasso mas tiver um traçado "perfeito", não haverá problema, em princípio.
Vão-me desculpar, mas alguns de vocês estão a colocar-me questões a que eu já respondi em comentários anteriores - se possível, leiam-nos antes, para ver se, por acaso, eu já não respondi à vossa pergunta. Tenho muito gosto em dialogar com vocês sobre o exame, mas é um bocadinho chato estar sempre a repetir-me...

Beatriz disse...

ok, muito obrigada !
beijinhos *

Pedro Stattmiller Coutinho disse...

È com grande prazer que sinto que acertei todos os exercicios e vou tirar 20! :D

O 2 tive de o resolver 4 vezes, mas consegui!!! Foi pena foi portugal ter perdido..

Anónimo disse...

Ola

Nao bastava no 1o ex. determinar a intersecçao do plano de perfil a passar pela recta dada(de perfil), com o de rampa, -e aí umas das projecçoes da recta "i" ser coicidente com os traços do plano de perfil-, e, depois, a recta "r" rebatida atraves do ponto P, a intresecçao dessas duas, rr, e umas das "i"´s, marcar-se o ponto I?!

seria necessario tudo isso que propuzes-te?

respondam-me pf para o el_pebide@hotmail.com

cumps.Albano*

Anónimo disse...

Boas a todos.

Em primeiro lugar devo dizer que considerei o teste não muito dificil, à exepção do 2º Exercicio.

Tenho algumas questões a fazer:

1- No 2º exericio, o metodo de resolução não se podia seguir ela representação duma recta f (passando por A), em que f1 fosse paralela ao eixo X e que f2 passa-se por A2 e S2(sendo S1 a interseção de f1 com s1), sendo que essa recta f podia servir para eixo de rebatimento?

2- No 4º Exercicio, e descontado muito se for representado o traço da linha RS??

Obrigado e boa sorte a todos com os resultados deste exame.

Anónimo disse...

eu vejo cada nabo!!!..... apesar de terem altas notas nem sabem ver que a resoluçao apresentada está certa!!!! é claro que a recta r ta paralela ao B 2/4 !!!!!! depois isto anda como anda......é o que da andar á base do marranço!!!

um aluno que apesar de nao ter 20 percebe um bocado da sena....

Anónimo disse...

o mesmo anonimo anterior....as vezes sou de ponte de lima!

Vera Viana disse...

Aos anónimos anteriores:
Como é que definiu a recta r rebatida? Esta tinha, necessariamente de fazer, em rebatimento, 45º com os traços rebatidos do plano de perfil (este ângulo, como já antes referi, poderá ser marcado para a esquerda ou direita, para cima ou para baixo, consoante o plano tenha sido rebatido sobre o PFP ou sobre o PHP, para um lado ou para o outro).
Em relação ao Ex. II, se a recta frontal contiver um ponto de concorrência com a recta s e passar por A, então estará tudo correcto, em princípio (dependendo, claro, dos traçados subsequentes).
Não sei quanto se descontará pela marcação a traço expressivo de [S'R'] - se os critérios de classificação não referirem este aspecto em particular, a penalização dependerá do corrector, mas em princípio, não será muito.

Anónimo disse...

ya e es tao bacano q escreves sena.
GOSTEI!

Anónimo disse...

por causa daqueles "bacanos" a que alguem se refere, é que eu escrevi "sena" e nao cena.....

Tânia disse...

Olá professora.
Eu no 3º enganei-me a unir uma das tangentes e por isso deu-me uma sombra um pouco mais esquisita, e também me esqueci da sombra própria. quando será que me descontam?

Diogo disse...

pelo q percebi estou exatamente como a tânia...

O exame era tão mas tão simples q facilitei e m distrai... no ex 3 cheguei a uma certa altura q me perdi nos pontos (sem reparar claro) e começei a unir pontos errados... logo, a sombra ficou um pouco diferente (nao muito porque a maior parte dos pontos tao bem; digamos q a minha proj frontal sobe mais um bocadinho!)

sera q decontam o resultado final tdo? e qnto podem descontar no processo d resulução?

cumprimentos a tdos

diogo disse...

ha uma certa nota nos critérios qu diz q se eles virem q o aluno se enganou por distração podem dar ate 50% da cotação nesse parametro...

isso é bastante bom

xD

(ate me sinto mal cmg msmo por estar a rezar por um misero 18 qndo o exame era msm de caras)

Sá disse...

achei o exame super-facil, foi mais facil do que qualquer um dos testes que fiz ao longo do ano, no entanto, eu que acabei a disciplina com 20 conseguie errar 2 exercicios vá-se lá saber porque.... eu estava calmo e sabia tudo e mesmo assim.. que vergonha...

Anónimo disse...

nao sei se vou conseguir manter o meu 20 a disciplina.. no 4º exercicio da axonometria quando estava a carregar o contorno do solido, o esquadro escapou e tive de apagar a linha que estava a grosso.. e ficou a marca no papel.. tenho medo que descontem por falta de rigor. possa tudo me corre mal.. ate a explicadora me expulsou por ja nao estar la a fazer nada :/

Vera Viana disse...

Em relação aos azares, infelizmente, acontecem, mesmo aos melhores alunos. Espero que os resultados não sejam tão maus quanto isso e que consigam recuperar (se não na 2ª fase, pelo menos para o próximo ano, se forem alunos do 11º ano, actualmente).

Conforme já disse, não vos posso dizer quanto é que descontarão por este ou aquele aspecto - a não ser que seja um pequeno pormenor, (tipo: uma linha a mais ou a menos, uma falta de rigor,etc.) - neste caso, a penalização não será, em princípio, muito grande (mais uma vez, depende dos traçados restantes, isto é, se não tiverem mais nenhum erro).

Tânia e Diogo: se o contorno da sombra não está na localização exacta ou se está "esquisita", a penalização na cotação poderá não ser pequena, no item correspondente (dependendo do "grau" de erro). A história dos 50% não é necessariamente rigorosa (é de 0% a 50%) e depende sempre do exercício apresentado. E, Tânia, a identificação da área visível de sombra própria tem a cotação de 2 pontos - se se esqueceu de a identificar, ser-lhe-ão descontados 2 pontos neste item.

Anónimo disse...

Azares é comigo... Ando tão azarada ultimamente, tou a pensar seriamente em ir á bruxa. Conhecem alguma que me possam dar o contacto? E se a bruxa tiver conhecimentos de geometria para me dar tb explicaçoes melhor! O exame correu-me tão mal... Mas enfim, isso não é o pior. Também já é a 5ª vez que faço exame a geometria, e chumbo sempre, não custa nada tentar mais algumas... Há que ter esperança! Começo a achar que sou mesmo burra! Os meus pais é que não vão achar piada a ter que ficar mais um ano a fazer esta disciplina! E ainda por cima o meu professor é mesmo bom!!!! É bom... Fisicamente... voces sabem... como é que uma pessoa há de se conseguir concentrar com um pão daqueles á nossa frente? Depois não admira que uma pessoa tire negativa nos exames!

Anónimo disse...

Ao contrário de todos, penso que o exame não foi fácil nem difícil mas sim progressivo em termos de dificuldade.
A sombra do cilindro de revolução é para todos os alunos minimamente interessados e competentes.
A Intersecção e a axonometria é para os alunos que sabem alguma coisa. No caso da axonometria é melhor avaliada a capacidade de interpretação que os conhecimentos ou as competências na matéria.
O exercício do triângulo é pouco habitual e dá para avaliar os melhores alunos.
Quanto a este exercício 2, discordo da "absoluta" necessidade de representar o plano pelos seus traços. Bastaria um eixo frontal ou horizontal a conter o ponto "A" e efectuar o rebatimento em torno dele. Desta forma o exercício utilizaria pouco mais de metade dos recursos.

André disse...

Aqui está a minha proposta de resolução para o primeiro exercício (feito no Paint). http://arquivoandre.com.sapo.pt/meu%20exercicio%201.jpg

O que acham? Concordam? Professora pode dizer se a mesma se encontra correcta? (Se não estiver diga o que não está!) Obrigado por ter criado este magnífico blog! ;)

Anónimo disse...

epaH o exame para mim foi muito mau..
o primeiro exercicio foi dado..
o segundo fOi horriveL!
o terceiro se eu tivesse estudado as sombras era melhor..mas mm cm o q estudei n consegui..
e o ultimo era razoavel..fiz cm recurso ao metodo dos cortes..o meu prof apresentou.nos logo a resoluçao..enfim. 2ª fase pode ser q corra melhor..
Boa sorte a tds para as notas e kem vai a 2ª fase.
este blog e muito util prof. :) obrigada.

Vera Viana disse...

Bom dia.
Resposta ao André:
a sua resolução, executada no Paint, está correcta (dadas as limitações do próprio prograna, claro), já que o plano de perfil foi rebatido sobre o PFP e o ponto I foi correctamente determinado.
Obrigada pelo elogio.
Resposta ao "anónimo":
Obviamente que não há a "absoluta"necessidade de determinar os traços do plano oblíquo em questão. As referências que tenho feito a este processo de resolução nos meus comentários anteriores justificam-se pelo facto de a maioria dos alunos ter determinado (ou tentado determinar) os traços do plano para a sua resolução, tal como naquela que eu aqui apresento. Obviamente que as soluções aqui apresentadas, como é referido na página do blogue, são apenas exemplos de resolução. Não há qualquer indicação nos critérios de classificação que beneficie o aluno se ele fizer o exercício segundo a perpsectiva da economia de meios, o que significa que o aluno pode, se quiser, optar por um maior ou menor número de traçados para a solução pretendida, desde que consiga o resultado pretendido.

Vera Viana disse...

PS: e obrigada também ao anónimo anterior que disse que o meu blogue era muito útil.

Anónimo disse...

Olá a todos! Achei que o exame era, em geral, acessível! Mas não era muito previsível! O segundo e o terceiro apanharam-me totalmente de surpresa! Agora lamento não ter estudado tanto as sombras dos cilidros...enfim! Uma questão: no segundo exercício, se tivessemos optado por rebater o plano (traço frontal), o que deveriamos fazer para rebater a recta s? Tentei fazer no exame e o resultado é muito semelhante ao desta proposta, mas gostava de ter certezas!
Boa sorte com os resultados e, para aqueles que vão fazer exame na 2ª fase, que corra tudo bem! Aproveito também para dar os parabéns pelo blog (é realmente muito útil)e para agradecer o facto de ter disponibilizado esta proposta de resolução!
Beijinhos
Joana

Ronus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ronus disse...

Axei o teste mt mesmo acessivel, depois de ver esse blog fiquei eufórico de felicideade, pois parece q tenho td bem, o único problema, é q no contra-rebatimento (ex 2) os pontos estava meio milimetro afastados da recta, é claro com alguns ajustes ficaram la :D Não sei se eles descontam mt por esse preciocismo :) alguem me sabe dizer?

O blog é msm 6****** Estudei para o exame por aqui bgd, e continuem a desenvolve-lo ;)

Vera Viana disse...

Antes de mais, obrigada pelos elogios ao meu blogue - fico contente por saber que desenvolvi um trabalho que ajudou alguém a preparar-se para o exame ou a comparar as soluções dos exercícios.
Em relação ao "Anónimo" que rebateu o plano oblíquo sobre o P.F.P. (suponho que, pelo que diz, terá utilizado o traço frontal do plano como charneira ou eixo do rebatimento), o rebatimento da recta s poderia ter sido realizado desenhando um ponto qualquer da recta s e rebatendo-o segundo a maneira habitual (método do triângulo do rebatimento ou método das rectas frontais) ou então, rebatendo o próprio traço frontal da recta s, que, por pertencer à charneira, coincidiria com F2s, simplificando o processo de resolução (a recta s rebatida seria então definida por Ar e por Fr). Seja qual for o processo de resolução escolhido, as coordenadas dos vértices do triângulo serão sempre idênticas.
Em relação à falta de rigor (e supondo que será apenas esta a razão para uma penalização), habitualmente, em cada exercício de exame, pode haver uma penalização até 3 pontos por falta de rigor e até 2 pontos por falta de expressividade (onde também se inclui a observação das convenções de notação actuais aplicáveis, a legibilidade e enquadramento do desenho, etc.). Não esquecer que estes dois últimos itens de avaliação de cada exercício deverão atender à tabela que faz parte dos critérios de classificação.

Diogo disse...

tenho uma duvida...
estou no 11º e, como ja disse antes, nao vou cnseguir o 20 q qeria nesta fase! como qero entrar em arquitectura nao vou fazer a 2a fase, mas sim a primeira do ano q vem pq depois so poderia concorrer à 2a fase de chamadas!

porem, a minha dvida é a seguinte, se eu fizer o exame po ano, fico com a nota do exame à disciplina ou cntinua a ser os 30/70??

tenho muitas duvidas qnto a isto das fases...alguem m pode ilucidar?

Vera Viana disse...

Resposta ao Diogo:
Se fizer exame para o ano, é considerado de melhoria (pode realizar o exame numa das fases, apenas).
Se, em 2008/2009, se inscrever como aluno externo durante a época de inscrição para os exames, a nota que conta é apenas a nota do exame;
Se se matricular à disciplina (e andar a frequentá-la durante o ano inteiro, tendo no final uma classificação, que só conta se for melhor do que a que teve no final deste ano lectivo), esta nota de frequência entrará na média das notas do 10ª e 11º para determinar a Classificação Interna Final = (Nota do 10º + nota do 11º ano)/2.
Depois, esta CIF integrará a equação dos (70*CIF + 30*CE)/10 para o cálculo da Classificação Final da Disciplina.
Espero que esta explicação não tenha sido muito confusa...

Ronus disse...

Obrigado pelo esclarecimento de duvida, espero que o professor corrector nao repare naquele ligeiro desviu :D
Pfff a minha prof. custumava descontar até 1 valor por cada exercicio :S

diogo disse...

muito obrigado pela explicação...o mais provavel é q me inscreva com externo, uma vez q tenho 19 este ano mas 18 do 10º...logo, mesmo q me inscreva e cnsiga 20 a CIF dará na msm 19... a unica maneira d subir a nota da disciplina é msm um 20 no exame com externo!
muito obrigado e parabens pelo blog e pela constante interactividade.

Anónimo disse...

Quanto é que perco por ter feito outra elipse na proj. horizontal da sombra do ex. 3 em vez de um circulo?(e calculei os pontos dessa elipse, tendo uma enorme trabalheira desnecessária.)

Anónimo disse...

Obrigada pelo esclarecimento do rebatimento da recta s! Já estou mais descansada e tudo! Ufff

Vera Viana disse...

Ao "anónimo" que fez uma elipse em vez de um arco de circunferência:
se determinou os pontos da separatriz da base de menor cota e os uniu à mão, mas ficou com uma configuração mais próxima de uma elipse do que dum arco de circunferência, é provável que haja algum outro erro. Mesmo que tivesse determinado vários pontos, ao uní-los, um a um, teria de dar, mais ou menos, um arco de circunferência, não um arco de elipse. Se ficou parecida com uma elipse por causa da falta de rigor, aí o problema é relativo ao rigor e alguma imprecisão de traçados (estou só a tentar adivinhar, depende do corrector e do próprio erro) - o desconto poderá ir até 10 pontos, dependendo do grau de imprecisão. Se houver mesmo algum erro, a penalização será, obviamente, maior (não posso precisar, visto que não estou a ver o exercício).
Mais uma vez, eu não posso dar indicações das penalizações que terão em cad exercício, porque tal depende de vários factores, conforme já referi anteriormente.

Anónimo disse...

Boa noite!
Parabens pelo blog está excelente!
No exercicio 2 eu fiz pelo metodo de rebatimento dos problemas métricos, e não fiz os traços do plano, contudo o triangulo deu m igual. tnh algum desconto? obgd

Vera Viana disse...

Bom dia.
Sinceramente, não conheço o termo "método de rebatimento dos problemas métricos", mas, pelo que deu para entender, deverá ter rebatido o plano oblíquo sobre um plano horizontal ou frontal, sem determinar os seus traços e considerando que a charneira ou eixo do rebatimento era uma recta horizontal ou frontal do plano. Se esta recta pertencer ao plano e todos os traçados estiverem correctos para este processo de resolução, tendo obtido as projecções do triângulo idênticas, então estará tudo bem, não havendo lugar a descontos na cotação.
Obrigada pelo elogio

Filipe disse...

Boa noite,

Foi a primira vez que fiz geometria, e estudei os dois anos num só ano para fazer este exame. Além de serem de facil compreensão, os metodos de resolução eram bastante acessíveis e comcerteza muita gente vai tr boas notas. Fiquem bem

Anónimo disse...

Boa noite,

a minha dúvida é a seguinte professora: no 2º exercício rebati o triângulo pelo método do triângulo de rebatimento, mas depois achei por bem também rebater o traço frontal do plano (visto que rebati o triângulo para o plano horizontal). Agora, será que me vão descontar alguns pontos, mesmo não estando nada errado, pelo facto de no método do triângulo de rebatimento não se rebater os traços do plano,e eu ter rebatido? E já agora, também nesse exercício lembro-me de ter feito uma recta no sitio errado que depois me esqueci de a apagar :S..ela simplesmente não está lá a fazer nada, mas podem descontar?!

Cláudia, Lisboa

Vera Viana disse...

Bom dia.
Filipe, ainda bem que o exame lhe correu bem, boa sorte para os resultados.
Cláudia, se a recta a mais não estiver incorrecta, nada lhe deverá ser descontado (a recta não é um dos dados do enunciado, suponho); em relação ao ex. II, também não deverá haver problema, em princípio, por ter rebatido o plano oblíquo duas vezes, ainda que desnecessariamente. Mas, atençãoa: se rebateu o plano sobre um plano horizontal auxiliar (sendo a charneira ou eixo do rebatimento, uma recta horizontal do plano) e depois desenhou o traço frontal do plano rebatido, rebatendo o plano sobre o PHP, poderá haver problema, se não tiver indicado que a charneira do rebatimento era a tal recta horizontal e não o traço horizontal do plano (e se a medida marcada na paralela à charneira estiver incorrecta, claro). De qualquer modo, se este rebatimento a mais não a tiver induzido em erro em alguma parte do exercício, não haverá problema. Não se esqueça que só é possível ter uma ideia precisa da penalização da cotação de um exercício quando o analisamos detalhadamente. Mas se as projecções do triângulo forem as mesmas, a penalização não deverá ser demasiada.

Anónimo disse...

Bom dia,

antes de mais, muito obrigado pela resposta professora :) Este blog está muito bem organizado e é-nos muito útil :) Quanto à duvida, felizmente a recta não era nenhum dos dados do enunciado, e o rebatimento do plano foi feito para o plano horizontal de projecção pois nem sei como seria se fosse para um plano de nível =X Pelo que percebi então, os descontos também dependem do professor corrector não é? Pois então só me resta esperar por 7 de julho, para ter a certeza da nota :)

Mais uma vez obrigado,

Cláudia, Lisboa

Vera Viana disse...

Não sei se a Cláudia de Lisboa ainda poderá ler este meu comentário, mas agora que percebi melhor o que fez no seu exercício, queria só dizer-lhe que nada há que nos impeça de determinar o traço frontal do plano rebatido quando rebatemos o plano segundo o método do triângulo do rebatimento, pelo que não se deverá preocupar quanto a este aspecto.

Em relação ào facto de a correcção do exame depender, em parte, do corrector, infelizmente, e por mais objectiva que seja esta ciência e por mais rigorosas que sejam as indicações do GAVE para uniformizar os critérios de correcção, haverá sempre um ou outro aspecto que acaba por ser subjectivo, como por exemplo, a falta de rigor ou a qualidade expressiva de traçados. Há, no entanto, sempre a possibilidade de pedir a revisão da correção da prova, como sabe, caso sinta que houve grande injustiça durante a correcção da sua prova.
Boa sorte para o dia 7 de Julho.

Anónimo disse...

Boa tarde.

Devo de admitir que em relaçao aos exames dos anos anteriores este foi aquele que deu nao só mais trabalho como exigiu mais da nossa capacidade em relaçao á materia.

Nao foi de todo dificil, alias, foi rasuavel. concordo que o 2º exercicio teve a sua dificuldade mas veremos no que ira dar.

beijo

Vera Viana disse...

Ao anónimo anteior, e, já agora, a todos os visitantes deste blogue que vão fazer o exame na 2ª fase:
Obrigada pelos comentários. Desejo-vos a melhor sorte para o exame! Estudem bem toda a matéria (em princípio, já não sairão exercícios idênticos aos do exame da 1ª fase), mas tenham em atenção que, como tem sido habitual, o exame da 2ª fase é um pouco mais exigente do que o anterior.
Bom trabalho e boa sorte (para o dia 7 também, caso tenham ido à 1ª fase)! Dia 18 à noite colocarei aqui as soluções. Até lá.

André disse...

Então pessoal! Que notas tiraram no exame de GDA 2008 (1ª fase)?!

Eu tive 19,8 (vinte) e vocês?

Vera Viana disse...

Parabéns ao André e a todos os meus visitantes que conseguiram os resultados que desejavam no exame da 1ª fase. Quero felicitar, em especial, alguns dos meus alunos, que conseguiram estar à altura do que era esperado, o que me fez ficar muito feliz.
Em relação aos que não conseguiram obter a nota que gostariam, infelizmente, são azares que acontecem e que espero, consigam recuperar agora na 2ª fase. Desejo-vos a maior sorte para dia 18! Continuação de um bom estudo.

Diogo disse...

la vou eu à 2a fase...com um estupido d um 16,9!!!
tenho é uma pequena duvida, qndo me fui increver, chularam me 8 euros, q é o q normalmente se paga pa fazer melhoria da disciplina..será q agora a nota q tiver no exame é a nota q fico à disciplina?

abraços a todos e parabens!

Vera Viana disse...

Olá, Diogo.
Lamento que não tenha conseguido ter a nota que desejava, espero que a 2ª fase lhe corra melhor. Como teve positiva neste exame, ao inscrever-se na 2ª fase, considera-se como uma melhoria de nota, razão pela qual teve de pagar os tais 8€. A nota que vai contar para fazer a classificação final da disciplina vai ser a melhor nota do exame (seja o da 1ª ou o da 2ª fase). Bom estudo e boa sorte para o dia 18!

Anónimo disse...

ola, hoje disseram me que se fosse fazer melhoria este ano na 2a fase nao podia fazer a 1a fase para o ano...achei um bcado ridiculo isso mas quem me disse estava msm seguro! é verdade??

Anónimo disse...

N é verdade... Tenho colegas q ano passado foram à 2ª fase e este ano ja fizeram a 1ª...
tive 19,4 no exame =) mais um ponto e teria subido 2 valores =)

Obrigado pelo apoio ;)

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

obrigado! podes smp pedir recurso...segundo o meu stor sempre q é qlqer coisa ,4 o corrector sobre pa ,5...nao perdes nada em tentar...

Vera Viana disse...

Resposta aos "anónimos" anteriores:
A informação que lhe deram não é correcta. O que acontece é o seguinte: durante este ano, pode fazer exame nas duas fases, contando apenas a melhor nota (no entanto, se a melhor nota for a da 2ª fase, só poderá candidatar-se ao acesso ao ensino superior durante a 2ª fase de candidatura). Para o ano, pode fazer melhoria da nota, mas apenas numa única fase (preferencialmente, a 1ª, para poder candidatar-se ao ensino superior durante a 1ª fase de candidaturas).
Em relação ao 19,4, acho uma vergonha que um corrector deixe uma nota assim, mas sobre isso, a única coisa que pode fazer é pedir uma reapreciação da prova, mas apenas se tiver a certeza que não há hipótese nenhuma de lhe virem a baixar a nota...

Anónimo disse...

Olá, sou o anónimo de 19,4 =)
obrigado, mas pedir recurso da mt trabalho :) Eu sou preguissouso, além disso é preciso vir mais 2 vezes para a escola... Eu já estou um bocado farto...
Penso que a minha nota dava para 19,7 não sei onde é q me descontaram +, so se fôr letra ilegivel...

na media geral esse valor so sobe uma decima, para mim n é necessario pk tenho 2 valores acima daquilo que foi preciso no ano passado para o engresso para meu curso :)

Boa sorte para todos com as candidaturas ;) Hoje estava uma fila enorme...

Anónimo disse...

uma pequena duvida, eu fiz este ano exame e tive 17 (=S) vou fazer a segunda fase so pa reaver a nota da disciplina e para o ano volto a fazer a 1a fase para prova de ingresso...mas se para o ano me correr mal sou obrigado a concorrer com essa ou posso escolher entre essa e a d este ano?

Anónimo disse...

Conta a melhor nota... Por isso faz a vontade...

Vera Viana disse...

Já responderam antes de mim, e correctamente. Conta apenas a melhor nota, não a do último exame realizado. Boa sorte!

Anónimo disse...

2ª fase já esta a porta e os nervos ja apertam! =x
Espero que corra bem a todos.
Já agora achei o exame da 1ºfase um pouco dificil.. eu inscrevi-me so na 2ºda enfim.. estou um pouco preocupada mas a ver vamos.

Mafalda

Anónimo disse...

era tao facil qe na minha escola so houve 4 positivas. e muitos resumiram-se a 1, 2 e 3. (;

Anónimo disse...

Pessoal, nao sei o q vos ensinam os professores, mas o exame foi mesmo facil :) Foi o de mais faceis nos ultimos anos ;)
Ass: 194 :)

Anónimo disse...

Boa Tarde!
Achei o exame da 1º fase complicadito especialmente o I e o II exercicios. As notas aqui na minha escola tbm n foram mt boas. Alunos de 19 que têm 5 no exame. =/
Espero qe o exame da 2ª fase me corra melhor.

2º Fase á porta, muitos nervos!

BOA SORTE a todos os que vão á 2ª Fase, MAIOR APOIO !

TR

Vera Viana disse...

Realmente nem sei o que pensar sobre os resultados do exame da 1ª fase, pelo que vocês me dizem e pelo que constato noutras escolas. Apesar de a prova ter sido bastante acessível (pelo menos, a maioria dos exercícios), os resultados parecm ter ficado aquém do que seria de esperar.
Resta-me desejar-vos boa sorte para a 2ª fase. Obviamente, não posso fazer previsões sobre o que sairá na 2ª fase, mas o senso comum leva-nos a pensar que, provavelmente, já não sairão exercícios do tipo dos que saíram na 1ª fase. (Re)vejam com especial atenção os problemas métricos (que em 2006 não saíram, nem na 1ª nem na 2ª fase - o que significa que agora tanto poderão sair como não...), a determinação de secções, os sólidos de base não projectante e as axonometrias clinogonais, sem nunca deixarem de estudar as outras matérias (vejam o meu post de 6/06 em http://geometriaveraviana.blogspot.com/2008/06/finalmente.html).
Obrigada pelas visitas, espero que os exercícios que aqui fui colocando vos tenham sido úteis. Desejo-vos muito boa sorte e tudo de bom.

Ivo Santos disse...

Bem, hoje é o dia do exame e fiz uma looonga directa a fazer exercícios de distâncias e ângulos, visto que já não saiem à um bom tempo (distâncias penso que nunca saíram sequer)... Vou agora dar uma grande olhadela pelas perpendicularidades e pararelismos e depois salto para as axonometrias.
Tenho que concretizar o meu sonho de tirar uma positiva a Geometria! LOL

Obrigado, Vera, por dares estas grandes ajudas! Ainda me lembro que no 10º ano quando procurava alguma coisa de geometria descritiva na internet, não encontrava rigorosamente nada!

Thanks! :)

catarina disse...

então e a proposta de resolução do de segunda fase? :p

Vera Viana disse...

Ivo, muito obrigada pelo comentário.
Espero que, entretanto, o exame lhe tenha corrido bem.
Boa sorte para os resultados.

Anónimo disse...

como dizem em alguns comentarios que a proposta de resoluçao do 1º ex esta errada , porque esta paralela ao b1/3, eu pensso que nao, pois foi rebatida para o plano horizontal, estando assim paralela ao b2/4. se fosse rebatida para o plano frontal e' que fazia 45ºa.e

Vera Viana disse...

Bom dia.
Claro que não está errada, pois de outro modo não estaria aqui...
O plano de perfil foi rebatido sobre o P.H.P., como já percebeu.
Os alunos que escreveram esses comentários estão habituados a rebater o plano de perfil sobre o P.F.P. - o facto de o exercício estar resolvido de modo ligeiramente diferente é que foi para eles um problema...
Obrigada pela visita e boa sorte para o exame.

Anónimo disse...

Gostaria de perguntar uma coisa.
Tenho exame nesta segunda feira. no entanto tenho algumas duvidar.
Não sobre o conteudo mas sobre a apresentação.
Uma delas é?
Não é necessário represantar os Az Ou A1, A2, A3???
O Meu Professor( que não posso considerar muito bom) Obrigava-nos a colocar letras a mais.
Por vezes ficava uma confusão incrivel.
Se alguem souber poderia poderia me responder o mais rapidamente possivel. Tenho medo que me descontem pontos no exame por não colocar uma porcaria de alguns pontos em escrito

Vera Viana disse...

Só é necessário colocar as notações dos elementos que estão referidos no enunciado (se referir, por exemplo e no sistema diédrico, a base [ABCD] de um sólido,deve representar, obrigatoriamente: A1,A2,B1,B2,C1,C2,D1 e D2, não sendo necessários Ao,Bo,Co e Do).
Quaisquer outras notações serão opcionais, se não se referirem a elementos importantes da construção de um exercício (por exemplo, se tiver de rebater um plano para determinar a verdadeira grandeza d e uma figura, deve atribuir notações aos seus traços e à charneira ou eixo do rebatimento, se for por mudança de plano, deve indicar a notação do(s) novo(s) eixo(s) x).
Sobre a sua pergunta concreta, não sei o que é o Az (em que contexto o utiliza?) ou o A3 (este último é da representação triédrica?).

Carla disse...

Olá.
Vou ter exame esta segunda, nunca fiz exame de geometria, por isso estou um pouco nervosa. Gostava de ver mais tarde a correcção do exame que vou fazer aqui. Beijinhos

Carla disse...

Tenho uma duvida!
Quando é que precisamos de recorrer a planos auxiliares nas secções?

Vera Viana disse...

Olá, Carla
Conto conseguir colocar aqui a minha proposta de resolução do exame até às 20h00 do dia 22.
Bom estudo e boa sorte para o exame

Vera Viana disse...

Só necessitará de recorrer a planos auxiliares nas secções de sólidos quando o plano secante for oblíquo. Caso seja de rampa ou passante precisará de planos auxiliares, caso não recorra à terceira projecção - se optar por esta alternativa, a resolução do exercício é muito mais simples, porque estes dois planos são projecantes em relação ao plano zy. Veja a resolução do ex. III do exame de 2008 por este processo (em http://geometriaveraviana.blogspot.com/2008/07/exame-de-2008-2-fase.html) e compare-a com a resolução com planos auxiliares em http://www.aproged.pt/pdf/augustomarcelino2f.pdf.
A primeira alternativa é, na minha opinião, muito mais simples...

Anónimo disse...

Boa tarde, somos alunas do 11ºano de artes e vamos fazer o exame na segunda feira de GD.

Temos duvidas em relaçao ao exercicio I do exame de 2008, 1ªfase. A professora passou um plano alfa pela i(que substitui o nosso plano de rampa p). Ao rebater o alfa pôs o h de alfa automaticamente rebatido e pôs o f de alfa coincidente com o x. Podíamos fazer ao contrario ? ou seja o h de alfa ficava coincidente com o x, e o f de alfa ficava automaticamente rebatido. E se fizessemos desta forma que dissemos, o I ia dar no mesmo sitio que o seu I ?

Muito obrigada pela sua ajuda.

Vera Viana disse...

Pelo que me estão a dizer, a vossa opção era rebater o plano de perfil alfa sobre o Plano Frontal de Projecção, em vez de o rebater sobre o Plano Horizontal de Projecção, como eu fiz - daí o facto de o traço horizontal do plano rebatido passar a coincidir com o eixo x e o traço frontal coincidir com a charneira ou eixo do rebatimento ficando, nas vossas palavras "automaticamente rebatido".
Segunda esta opção, as rectas de perfil rebatidas terão, obviamente, outra posição, mas se o ponto I resultante tiver as mesmas coordenadas do ponto I aqui determinado, é porque o vosso processo de resolução está correcto.
Bom trabalho e boa sorte para o exame.

Carla disse...

Muito obrigada professora.
Tenho só mais uma dúvida nos ângulos. Depois de fazer o exercício e chegar ao momento em que se une os Hs ou Fs das rectas ao ponto rebatido onde é que se marca o ângulo? Na abertura maior ou na menor? É que nunca sei e tenho medo de marcar mal segunda.

Vera Viana disse...

Resposta à Carla:
Supondo que me está a falar de um exercício de , poe exemplo, determinação da verdadeira grandeza do ângulo entre duas rectas concorrentes, o ângulo pedido é sempre o menor entre as duas rectas rebatidas, nunca o maior.
Boa sorte para amanhã

Carla disse...

Era só para dizer que apesar de ter tido só 12 no exame de geometria e me ter baixado a média, este site foi-me muito útil para esclarecimento de dúvidas. Agora vou à segunda fase e espero conseguir repor o meu 15.
Obrigada por tudo professora e parabéns pela iniciativa de fazer este útil site.

Vera Viana disse...

Obrigada, Carla.
Fico sinceramente feliz por a ter conseguido ajudar com o meu trabalho.
Espero que consiga repor ou subir o seu 15...
Um abraço