terça-feira, 1 de setembro de 2009

Mais um ano lectivo que se aproxima...

E aqui estamos de novo, prontos/as para iniciar mais um ano lectivo.
Tanto alunos como professores de Geometria Descritiva do Ensino Secundário poderão achar úteis as seguintes ligações para alguns conteúdos deste blogue:

- Listagem completa dos conteúdos a abordar durante o 10º ano de escolaridade de Geometria Descritiva
- Exemplo de Planificação anual para o 10º ano de escolaridade de Geometria Descritiva
- Listagem completa dos conteúdos a abordar durante o 11º ano de escolaridade de Geometria Descritiva
- Exemplo de Planificação anual para o 11º ano de escolaridade de Geometria Descritiva
- E, apesar de ainda faltar muito para o final do ano lectivo, convém que os alunos do 11º ano de escolaridade tenham, desde já, uma ideia dos Conteúdos do Exame Nacional.

Para os que ainda o não conhecem, chamo a atenção para o facto de todos os conteúdos disponíveis neste blogue poderem ser consultados a partir dos links da coluna lateral esquerda, sob os títulos: "ÚLTIMAS ACTUALIZAÇÕES", "EXERCÍCIOS E CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS" e "TÓPICOS ABORDADOS". Na mesma coluna, cada uma das IMAGENS direccioná-lo-á para construções dinâmicas sobre os conteúdos do programa da disciplina especificados no respectivo título.
Através dos comentários de qualquer mensagem, estarei ao vosso dispor para esclarecer quaisquer dúvidas e ler as vossas opiniões, comentários ou sugestões, a que responderei mal me seja possível.

Obrigada pela visita e um bom ano lectivo para todos.
Vera Viana

8 comentários:

José Martins disse...

No meu tempo não havia nada disto!
Tive de deixar o Ensino Secundário para surgirem estes avanços! Eheh

Foi MAIS uma grande iniciativa, professora.
Na verdade estou feliz por ver esta forma de esclarecimento da matéria.
Se isto existi-se na altura em que eu era seu aluno, com certeza tinha feito geometria à primeira! ;P

Por acaso, só depois de estar na faculdade é que me apercebi o quão fácil era a matéria do Secundário.

Isto de fazer o edifício da Bauhaus em axonometria (sem esquecer os pormenores dos vãos e das caixilharias), ou o museu Suntory de Tadao Ando, em projecção cónica, ou outros exemplos mais, dá com uma pessoa em doido!

Malta, a matéria que vos é leccionada no Secundário é fácil!! Aproveitem agora!! lol

Muitas vezes me lembro da si...
Venha dar aulas para a faculdade!


Sem mais a dizer, espero que esteja tudo bem consigo.
Um bom ano, professora Vera!

Beijinhos do José Martins(ou simplesmente, José!), aluno do 12ºJ Ano 06/07.
Sim, o gajo da guitarra eléctrica que desde que entrou para a faculdade, esta deixou de incomodar os vizinhos e foi parar no desemprego. Nem ela se safou...).
:D

Vera Viana disse...

Olá, José!
Fico muito feliz por te "reencontrar", ainda que virtualmente! Também me lembro de ti e (tal como de outros alunos que me ficaram na memória pelas memórias positivas que deles tenho), me pergunto o que andam a fazer e se a vida lhes corre bem (coisa que, aliás, sempre te (e vos) desejo).
Muito obrigada pelo teu comentário - e, já agora, criei este blogue em Setembro de 2007, (logo no início do ano lectivo a teres terminado o teu 11º ano comigo), esperando que consiga ser um complemento das aulas para os alunos que dele necessitem.
Realmente agora é que vês como a Geometria poder ser complicada, não é nada que eu não diga aos meus actuais alunos, mas eles não acreditam...
Desejo-te a continuação das maiores felicidades para todas as fases da tua vida - e, muito importante, vê se voltas à guitarra, porque tanto ela como tu (e os vizinhos) lhe sentem a falta...
Beijinhos e um grande abraço!

Mónica Vieira disse...

Quero felicitá-la por este excelente trabalho, é sem dúvida atitudes como esta que nos fazem pensar na verdadeira causa de ser professor.
Fiz o secundário na António Arroio à cerca de 11 anos e desde essa altura que não estudo G.D. Segui caminhos opostos que me deram formação para hoje ser professora desempregada. Agora, procuro realizar um sonho antigo e tirar arquitectura, pretendo ingressar no próximo ano, para tal começo a estudar mas sinceramente não sei por onde como começar, todos os apontamentos e livros que guardei parecem-me extremamente confusos, só me resta pequenas lembranças. Talvez só com explicações a começar do zero! O que pensa? Será que me pode ajudar de alguma forma? Obrigada

Vera Viana disse...

Cara Mónica

Agradeço muito pelo seu comentário e pelo elogio que faz ao meu trabalho.
Lamento que a sua situação profissional não seja a melhor, mas espero que, aumentando a sua formação, consiga sentir-se mais realizada, tanto pessoal como profissionalmente.
Será realmente necessário começar, desde já, a estudar GD se pretende ir para Arquitectura. Mesmo que a ciência continue a ser a mesma, houve entretanto algumas alterações, por exemplo, na terminologia e notações utilizadas, como já deve ter reparado; além de que refrescar conhecimentos nos faz sempre bem, especialmente quando precisaremos deles novamente!
Os seus cadernos de apontamentos da altura ser-lhe-ão úteis, especialmente se os complementar com livros da especialidade e com um ou outro manual escolar. Consulte o programa de Geometria Descritiva A e a respectiva bibliografia (veja em http://gd.com.sapo.pt/programas/geometria_desc_a.pdf) para ter algumas ideias sobre o rumo a dar ao seu estudo.
Dependendo do que conseguir a partir desse estudo, poderá então decidir se será ou não melhor começar a ter explicações desde o início e sempre vocacionadas para o ensino superior que virá a ter, claro.
Não sei se lhe consegui ser útil. Se precisar de mim e estiver ao meu alcance, disponha.
Felicidades

Cláudio Rocha disse...

Tenho uma dúvida que me surgiu do nada e sei que por computador é complicado explicar, mas vou tentar ser simples.
Temos dois planos de perfil, não paralelos. Se projectarmos duas rectas que tenham 2 pontos de cada recta de perfil, as suas projecções vão ser ser concorrentes sempre, ou podem ser paralelas? E se as projecções são concorrentes só no plano bi-dimensional, mas no espaço não, certo?
É necessário rebater sempre? Ou se as projecções derem paralelas entre essas rectas formadas por dois pontos dos respectivos planos, significa que são paralelos os planos e respectivas rectas?

Desde já obrigado!
Cumprimentos á turma ;)

CR

Cláudio Rocha (continuação) disse...

E se as projecções são concorrentes só no plano bi-dimensional, mas no espaço não, certo? Não formam o ponto de intersecção...*

Vera Viana disse...

Olá, Cláudio.
Peço, antes de mais, desculpa pela demora da minha resposta e espero que estejas a gostar da nova escola.
Não sei se compreendi bem a tua dúvida, por isso se achares que a não percebi, diz-me.
Antes de mais, planos de perfil são sempre paralelos, contrariamente ao que dizes "dois planos de perfil, não paralelos".
Supondo que estás a querer definir duas rectas a partir de dois pontos de cada um dos planos de perfil, mas concorrentes com eles (e não pertencentes), obviamente que estas tanto poderão ser concorrentes entre si como paralelas, porque pertencem a um outro plano (oblíquo ou de rampa, consoante o posicionamento das duas rectas de perfil) que intersecta os dois planos segundo essas rectas de perfil.
Se forem concorrentes no espaço tridimensional, obviamente, as suas projecções de mesmo nome (homónimas) serão concorrentes na projecção correspondente do ponto de concorrência; se forem paralelas no espaço tridimensional, as suas projecções homónimas serão paralelas entre si. Nunca poderão ser enviesadas, pois desse modo não definem plano algum.
Se as duas rectas forem paralelas ou concorrentes e forem definidas por pontos das tais rectas de perfil em questão, então estas últimas serão paralelas no espaço.
Mas em caso de dúvida, não há como rebatê-las para ter a certeza se são paralelas ou não...
Espero ter conseguido esclarecer alguma coisa. Se a dúvida persistir, avisa.

Anónimo disse...

Enganei-me a escrever, era duas rectas de perfil. Mas eu percebi.
Obrigado e peço desculpa pela demora a responder!
O visitante mais assíduo, Cláudio!!