quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Representação diédrica de um Hexágono regular pertencente a um Plano Oblíquo

O conteúdo desta mensagem foi transferido para aqui.

8 comentários:

Lurdes Cardoso disse...

Olá!

Gostaria de obter a sua ajuda para a indicação de um manual de geometria descritiva 11º B para alunos de cursos profissionais de design. Como ainda tenho pouca experiência na área peço-lhe esta ajuda.
Fico a aguardar a sua resposta.
Grata pela atenção.

Vera Viana disse...

Cara colega
Depreendendo que o programa da disciplina de GD para o curso tecnológico de design (de 200h) será aquele que encontra em http://sitio.dgidc.min-edu.pt/recursos/lists/repositrio%20recursos2/attachments/236/geometria_desc_b_10_11.pdf, creio que qualquer manual em vigor actualmente poderá servir. Se não for específico para o curso, terá de fazer as necessárias adaptações, seleccionado a matéria que faz parte do programa. Francamente, não sou a pessoa indicada para lhe sugerir qualquer manual da disciplina, dado que, na minha prática docente, nunca utilizei nenhum. Creio que o manual escolar mais adoptado a nível nacional será o do Prof. José Fernando de Santa-Rita da Texto Editora, mas não lhe posso dar qualquer indicação sobre o mesmo, dado que o não utilizo.
Lamento não a ter podido ajudar, mas agradeço pela visita.

Filipa disse...

Olá!
Gostaria que me ajudasse a resolver um exercicio, tenho algumas dúvidas.

Exercício:
Desenhe as projecçoes do hexágono regular [ABCDEF], situado no 1º diedro e contido no plano oblíquo d (delta), sabendo que:
- o pontos A(0;3;0) e B(-3;1;6) são dois vértices consecutivos do hexágono
- o traço frontal do plano delta faz um ângulo de 60º (a.d.) com o eixo x.

Qundo poder, gostaria que postasse o exercicio resolvido passo a passo ou apenas o relatório.
Obrigada

Vera Viana disse...

Olá, Filipa

Só poderei tratar disso entre domingo e segunda, mas posso já ir-lhe dizendo que deverá unir os vértices A e B, determinar os traços da recta que os contém e, pelo traço frontal da recta (F2), desenhar o traço frontal do plano.
Quando este intersectar o eixo x, una-o ao traço horizontal da recta (H1, que coincide com A1) para definir o traço horizontal do plano.
A partir daqui, há que rebater o plano sobre o PFP ou sobre o PHP(ou sobre um planos que lhes seja paralelo), por exemplo, pelo método do triângulo do rebatimento.

Na segunda-feira dir-lhe-ei alguma coisa, ok?
Bom estudo e bom fim de semana,
Vera Viana

Filipa disse...

Muito obrigada.
Mas deixe-me dizer que me enganei nas coordenadas do ponto B.

Ponto B(-3;5;0), assim está correcto.
Mais uma vez obrigada ^^

Vera Viana disse...

Olá, Filipa
Estou a preparar um exercício resolvido passo-a-passo baseado no enunciado que me apresentou, mas ainda não o consegui terminar. Até quinta-feira, devo publicá-lo na página http://www.veraviana.net/diedpassoapasso.html

Entretanto, proceda deste modo com o seu exercício:
1 - Depois de desenhar as projecções de A e de B, e porque são pontos de cota nula, pode definir o traço horizontal do plano delta, unindo A1 com B1.
2 - no ponto em que h delta intersectar o eixo x, pode então desenhar o traço frontal do plano, a 60º (ad) do eixo x
3 - sabendo que tanto A como B pertencem a h delta, será mais simples rebater o plano sobre o Plano Horizontal de Projecção, dado que ambos pertencerão à charneira ou eixo do rebatimento (que será h delta). Assim, A1 e B1 coincidirão, respectivamente com Ar e Br.
4- a partir de [ArBr], desenhe um hexágono regular em rebatimento (começando a determinar o seu centro, como se estivesse a desenhar um triângulo equilátero)
5- talvez seja preferível contra-rebater o hexágono desenhando rectas horizontais em rebatimento, paralelas a h delta e contendo pares de vértices do hexágono. o contra-rebatimento das rectas far-se-á quando estas intersectarem o traço frontal do plano rebatido, que pode determinar desenhando um ponto F, qualquer de f delta, e rebatendo-o sobre o PHP.
A partir daqui, bastará rebater cada uma das rectas e cada um dos vértices segundo o método das rectas horizontais, para definir as projecções do hexágono.

Ainda que não seja igual, a resolução do exercício de um hexágono contido num plano oblíquo resolvido pelo rebatimento do plano sobre o Plano Frontal de Projecção, segundo o método das rectas frontais deste post poderá dar-lhe algum esclarecimento.
Espero ter conseguido prestar algum apoio. Entretanto veja na quinta-feira a construção que colocarei na página antes referida.
Bom trabalho

Anónimo disse...

O SANTA RITA E MALUCO!!!!!!!!!!

vera viana disse...

então porquê? e o que tem isso a ver com o conteúdo deste post?