segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

renovação do site www.veraviana.net

Redistribuí recentemente os menus do meu site, separando-os pelas seguintes páginas, para que haja uma melhor percepção de todos os seus conteúdos e para que estes sejam mais facilmente acessíveis:
sistema de representação diédrica
sistema de representação axonométrica
conceitos de geometria sólida
explorações sobre geometria plana
impressões e expressões
Espero ter conseguido, de algum modo, cumprir este objectivo e continuarei a agradecer as vossas visitas e sugestões através dos comentários deste post.
Bem hajam e continuação de bom trabalho para todos,
Vera Viana

21 comentários:

Anónimo disse...

Ola, boa noite. Eu sou a margarida, e queria-lhe pedir um favor porque tou com imensas dificuldades. Sou aluna de geometria descritiva e precisava que me ajudasse na visualização de invisibilidades e visibilidades nas secções. Eu já percebi como é na representação de sólidos, o que eu nao percebi foi nas secçoes e quando é que estas são visiveis e invisiveis. Enfim uma confusao, agradeço imenso a ajuda!

Se possivel falar comigo pelo mail: marg_ss@hotmail.com

Cumprimentos

vera viana disse...

Olá, Margarida.
Nos exemplos de secções que pode encontrar em http://www.veraviana.net/dieddinamicassc.html#seccaohexagonal
e:
http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html#seccoespiramides,
repare que os lados da secção produzida serão invisíveis se forem definidos por pelo menos um ponto pertencente a uma aresta invisível do sólido (por exemplo, no exame de 2008, 2ª fase, é o caso dos lados da secção que contêm os pontos pertencentes às arestas [BA] e [BV] em projecção frontal, não acontecendo o mesmo aos lados definidos por pontos pertencentes às arestas laterais da pirâmide do exame de 2006 2ª fase). É uma questão de verificar esta situação e aplicar o raciocínio, verificando se, na projecção em que está a "trabalhar", o ponto pertence ou não a uma aresta visível, não esquecendo de verificar se a face do sólido em causa é ou não visível também (pode acontecer que os pontos de secção façam parte do contorno aparente do sólido, mas pertençam a uma face que não é visível nessa projecção).
Espero ter conseguido prestar-lhe algum apoio.
Continuação de bom trabalho.

Rita disse...

Olá, boa tarde. Eu sou a Rita, e queria-lhe pedir um grande favor porque estou com algumas dificuldades e a minha professora não me conseguia esclarecer. O exame é já daqui a duas semanas e começo a entrar em stress. Bom, no exame de 2006, 2º fase: http://www.gave.min-edu.pt/np3content/?newsId=84&fileName=pe708fase2_2006.pdf . O exercício de dimetria não é um problema. O único problema é interpretar a figura que nos dão, (sem ser em dados). Como é que eu consigo perceber que o triângulo é que é a base e não o quadrado? E porque é que é um prisma e não uma pirâmide? E como é que eu associo o triângulo grande a um prisma grande? Para mim aquilo era tudo pirâmides com a mesma base e altura. Sei que a minha duvida é complicada, mas espero obter ajuda. Obrigada.
Deixo aqui o meu mail:
a.ritaog@gmail.com

Rita disse...

Olá, é a Rita novamente. Sei que ainda não teve disponibilidade para me responder (afinal só comentei hoje de manhã) mas queria dizer-lhe que consegui fazer dois exercícios desses. Acho que descobri o meu problema: Sólidos que não tenham a base quadrada. Não faz sentido na minha cabeça e não consigo ver no espaço. Outro exemplo disso é o exame de 2007, 1ª fase. (Porque o de 2007, 2ª fase eu fiz sem qualquer problema.)
Agradeço novamente a sua atenção. Obrigada.

vera viana disse...

Olá, Rita
Já não faz parte do conteúdo dos exames nacionais a representação de um sólido dado por vistas, como aconteceu em 2006 e em 2007, porque o sólido é agora descrito pela sua posição em relação aos planos coordenados, embora possa ser (quase que diria, será de certeza) um sólido composto entre dois ou mais sólidos simples.
Não sei se isto de certa forma já a alivia.
De qualquer modo, a questão é que consiga relacionar a vista de frente com a vista lateral e a vista superior, o que nem sempre é fácil de explicar por palavras: um triângulo visto de frente, poderá ser a base de um prisma, porque visto de lado se projecta segundo um quadrado ou rectângulo; ou a base de uma pirâmide, se lateralmente se projectar como um triângulo. Tente comparar as soluções dos sólidos de 2006 e de 2007 entre si e tentar perceber, a partir das soluções, como estes poderão corresponder às vistas dadas, talvez isso a ajude a compreender.
Boa sorte para o exame.

Rita disse...

Fico contente que isso não saia dessa maneira então. Tenho é pena de ter estudado isso durante um dia inteiro enquanto podia ter estudado qualquer outra coisa. Obrigada pela disponibilidade :)

Anónimo disse...

Ola, bom dia. Eu sou a Catarina, e estou a entrar em grande stress por causa do exame que se aproxima. Todos os exames que ja realizei de geometria tiro negativa, e sinto-me muito triste, porque consigo resolver os exercicios ate quase ao final sozinha, sem a ajuda do meu explicador, mas quando chego ao exame, bloqueio e nao consigo fazer. Fico mesmo atrapalhada e muito nervosa. Uma das coisas que o meu explicador ficou expantadissimo foi em eu ter tirado negativa nos exames de ano passado e resolvelos depois sozinha a beira dele e saber resolver. Mas se for teste, exame nao consigo, e depois tambem começo a chorar e ainda e pior.
Encontrei o seu blog e e mesmo muito bom, e como vi a senhora a comentar a dizer que sabia os exercicos que sabiam e que ate ao dia 12 de julho dizia alguma coisa, queria me ajudasse, e pelo menos me desse uma dicas dos exercicios da 2ª fase. E vou bloquear de novo, e nunca vou conseguir fazer os exames por causa do meu nervosismo. ja reprovei no 9º ano por causa do exame de matematica. Queria que me ajudasse.

Se possivel fale comigo por email: tatazita_33@hotmail.com

Por favor, agradeço que me diga algo o mais rapido possivel. obrigada. atenciosamente, Catarina

Mara disse...

Olá, boa noite. Encontrei este blog quando procurava exercicios de metodos auxiliares (mudança de diedros que implicam mudanças sucessivas), nao consigo encontrar no google exercicios que correspondam a essa materia. Ja fiz os que haviam no livro(poucos), queria me preparar melhor para o teste que é ja para a semana e nao vejo novos exercicios na net.
Se me podesse passar ou digitalizar alguns exercicios sobre essa materia eu agradecia.

Deixo o meu e-mail para se possivel me contactar; mara_1_93@hotmail.com

Cumprimentos**

vera viana disse...

Olá, Mara

Infelizmente não tenho exercícios dessa matéria no meu site, mas poderá adaptar qualquer um dos que se referem à representação diédrica de figuras planas oblíquas (http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html#figurasplanasobliquas) de rampa (http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html#figurasplanasderampa) ou passantes (http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html#figurasplanaspassantes) ou ainda, por exemplo, dos exercícios resolvidos passo-a-passo (http://www.veraviana.net/diedpassoapassofig.html) e resolvê-los por mudança de planos, em vez de, como nas minhas propostas de resolução, pelo método dos rebatimentos.
Presentemente, também não me é possível conceber exercícios dessa matéria em resposta ao que me pede, mas poderá sempre fazer o que sugeri, tendo em atenção que o resultado final deverá corresponder exactamente ao obtido em qualquer resolução pelo método dos rebatimentos.

Bom trabalho,
Vera Viana

evandro disse...

ola Vera!estou a passar por aqui para agradecer todo o seu esforço e dedicaçao que aplica para que o seu site, blogue e todas as outras paginas que possa ter, alem da sua propria ajuda, esteja disponível para todos nos estudantes de geometria descritiva.tem sido uma otima ajuda e portanto nao podia deixar de lhe me mostrar o meu muito obrigado.

obs: acho que os desenhos em movimentos estao espetaculares!;)

vera viana disse...

Olá, Evandro e muito, muito obrigada pelas suas palavras, que me fazem sentir que valeu a pena (e continua a valer) todo o trabalho!
Se precisar de alguma coisa em que eu o possa ajudar, dentro das minhas possibilidades, disponha.
Bom trabalho para si e um abraço.

André Vieira disse...

boa tarde gostaria de saber se possivel, se a PREPARAÇÃO PARA O EXERCÍCIO 2/3/4 DO EXAME NACIONAL DE GD-A estará pronto ate ao respectivo exame
Muito obrigado e continuaçao de um bom trabalho

vera viana disse...

Olá, André.

Infelizmente não o posso concluir nesta altura, porque o trabalho não mo permite, mas aconselho-lhe o seguinte:

Para o ex. 2 do exame:
http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html#angulos
http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html#distancias
http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html#figurasplanaspassantes
http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html#figurasplanasderampa
http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html#figurasplanasobliquas

Para o ex. 3 do exame:
http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html#solidosobliquo
http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html#solidosrampa
http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html#solidospassante
e as últimas entradas da página http://www.veraviana.net/diedresolvidos.html

Para o ex. 4 do exame:
http://www.veraviana.net/axonresolvidos.html, entre outros conteúdos de http://www.veraviana.net/axonometrica.html

Bom trabalho e boa sorte para o exame.
Vera Viana

Anónimo disse...

Olá boa tarde stora Vera.
Sou o Jó seu ex-aluno.
Queria-lhe pedir um favor se possivel, que era de me dizer qual a cotação que me daria no exercico 3 do exame, sabendo que tenho o sólida, rebatimento, sombra própria corretos e que a unica coisa que falhou foi ligar o Bs diretamente a As em vez de Bs ao Av. o resto da sombra projetada esta correto, apenas me esqueci de fazer o A virtual. Que cotação me daria?

vera viana disse...

Olá, Jó e desculpa-me, mas só agora pude responder.
Suponho que, se for apenas isso, descontará na:
- determinação do ponto de quebra de [AB] (2 pontos)
- Identificação do contorno visível da sombra projetada (1 ponto)
- Identificação do contorno invisível da sombra projetada no
Plano Horizontal de Projeção (1 ponto)
- Identificação do contorno invisível da sombra projetada no
Plano Frontal de Projeção (1 ponto)
- Identificação da área visível da sombra projetada (1 ponto).
Vê os critérios da prova no site do GAVE, mas tem em atenção que poderão existir outras incorrecções que não te esteja a ocorrer agora - só vendo a prova, mesmo. Pede uma cópia para veres melhor.
Boa sorte com os resultados.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Olá Professora Vera!
Era só para perguntar se o método do triângulo de rebatimento é muito usado pelos professores nos testes?

Anónimo disse...

Olá,

Queria questionar sobre se é correcto interromper as linhas que passam em cima de letras (algumas vezes sobre os pontos).
O meu professor acha que nunca devo interromper rectas ou segmentos mas o meu professor do ano passado acha normal.

taninha-meneses@hotmail.com

vera viana disse...

Em resposta à pergunta do dia 23/11/12:
O método do triângulo do rebatimento é o mais comum para o rebatimento de planos não projectantes, podendo o rebatimento ser realizado sobre o plano horizontal ou frontal de projecção. Habitualmente, os alunos devem aprender ainda o método das rectas horizontais ou frontais para o rebatimento do plano oblíquo, mas o do triângulo do rebatimento resolve todas as situações e por vezes, com menos traçados.
De qualquer modo, em exercício algum de teste ou de exame nacional deve existir indicação alguma quanto ao método de resolução que o aluno deve optar.
Bons rebatimentos ;-)

vera viana disse...

Em resposta à pergunta do dia 27/11/12:
Bom dia,
Pessoalmente, não dou demasiada importância a esse detalhe, porque ao escrever a notação de um ponto, por exemplo, o aluno não pode prever que uma linha vai passar por cima e prejudicar a leitura da notação que escreveu antes. E problema maior será, como muitas vezes acontece, ao tentar corrigir isso, apagar o que não deve ou redesenhar linhas que ficam menos rigorosas…
Eu nunca penalizei nenhum exercício por isso, mas deve evitá-lo se puder, particularmente em situação de exame nacional, porque se desconhece a interpretação que o classificador da sua prova pode fazer dos critérios de classificação da prova de exame. Estes referem apenas que serão penalizadas as “Notações incompletas, pouco legíveis ou mal posicionadas, mas de acordo com as convenções usuais” – não há, portanto, nenhuma indicação expressa sobre este detalhe, mas deve evitá-lo por norma, particularmente nas situações de maior sobreposição de linhas.
Bom trabalho,
Vera Viana

Anónimo disse...

Muito obrigado!!!